RESENHA: A RAINHA VERMELHA, DA VICTORIA AVEYARD

Oi gente! Depois de não sei quantas semanas ou meses, volto aqui para trazer mais uma resenha para vocês. Ganhei o livro A Rainha Vermelha de presente do meu pai lá no início do ano, mas só tive tempo de ler agora em Maio. Desculpas a parte, vamos ao que interessa, não é mesmo?

A Rainha Vermelha (1)

O livro A Rainha Vermelha faz parte da série de estreia da autora Victoria Aveyard e até o momento conta também com o seu segundo livro, Espada de Vidro. Em breve teremos resenha dele aqui, mas não posso prometer quando, vocês me conhecem. Segue abaixo a sinopse oficial:

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.

O mundo apresentado no livro é totalmente fantasioso e por dar ênfase às grandes Casas da nobreza, não consegui evitar pensar em Game of Thrones, mas a história não tem nada a ver, eu prometo. A proposta em si, é muito interessante e diferente do que encontramos no mercado young adult, e a autora fez um ótimo trabalho no que se propôs.

A construção das personagens foi bem feita, mas ao mesmo tempo, senti falta de melhores e maiores descrições de aparência  e personalidade. Não sei se isso ocorreu por ser um livro em primeira pessoa e a visão ser somente a da personagem principal, Mare.

Com certeza era um livro que eu adoraria que fosse escrito em terceira pessoa, possibilitando assim uma visão mais clara e ampla da complexidade de cada uma das personagens. Mas mesmo assim, todas são fortes e bem estruturadas. Diferente de muitas por aí.

Além de me lembrar Game of Thrones, também me lembrei muito de A Seleção e Divergente. Eu diria que o livro é uma mistura, bem feita, de todas essas séries que comentei, mas reforço, não há nenhum tipo de plágio ou semelhança clara. Foram apenas impressões que eu tive enquanto lia.

Algo que foi muito bem feito no livro foram todas as reviravoltas da trama, a autora foi capaz e arquiteta-las muito bem e de um jeito que quando aconteceram, me deixaram muito surpresa. Ou seja, prepare-se para fortes relações de amor e ódio com a história e com algumas personagens.

Meu parecer final é: se você gosta de fantasia e de qualquer uma dessas séries que eu citei aqui em cima, vale a pena a leitura. É uma trama nova e surpreendente original que foi bem trabalhada e ainda tem muito a oferecer. Já tenho Espada de Vidro em mãos e em breve, como já comentei, estarei postando a resenha dele aqui. Minhas expectativas estão bem altas, ainda mais depois do final de A Rainha Vermelha.

E para os fãs de plantão, o livro já teve seus direitos autorais comprados pela Universal e logo devemos ter mais notícias sobre o andamento do projeto. Só podemos torcer para que o filme seja tão bom quanto o livro.

Autora: Victoria Aveyard

Editora: Seguinte

Páginas: 422

Ano: 2015

Nota: ♡♡♡♡♡

Beijos,

L.

• Facebook  Twitter  Instagram  Youtube  Pinterest  Tumblr 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s