5 RAZÕES PARA ASSISTIR THE FLASH

Aloha! Como disse no último post, nas próximas semanas vou falar sobre séries de super-heróis, e hoje é dia de The Flash. Inspirado no personagem homônimo da DC Comics, o seriado estreou em 2014 pela The CW, tendo sua história introduzida em Arrow, o que acaba gerando muita interação entre as duas séries, e é aí que entra a primeira razão:

1. Muitos crossovers entre Arrow e The Flash.

Como se passam no mesmo universo, há vários episódios em que os dois heróis se unem para lutar. Quando tem crossover, são dois, que começa em The Flash e termina em Arrow. Sempre fico ansiosa quando isso acontece, já que geralmente são os melhores episódios da temporada. Além de ter muita ação, conhecemos mais sobre a amizade de Barry, Oliver e da equipe de cada um.

2. “My name is Barry Allen, and I am the fastest man alive”, ou não.

Essa frase é dita por Barry na introdução de cada episódio. Ao longo da história, descobrimos que Flash não é o único velocista, e nem o mais rápido, o que pode causar muitos problemas para o herói, já que os violões mais difíceis enfrentados por ele possuem o mesmo poder. Barry é obrigado a trabalhar duro para conseguir derrotá-los, e vemos que muitas vezes, isso não depende apenas de sua velocidade.

3. Viagens no tempo e entre mundos.

Se Barry alcançar uma determinada velocidade, ele consegue viajar no tempo, o que de fato chegou a fazer em alguns episódios. Mas mexer com o tempo tem suas consequências, e ele aprenderá muito com isso. Mas além disso, vemos na série que a Terra não é única. Há outras “Terras”, em diferentes dimensões. Esse assunto é abordado na segunda temporada, e é um pouco complicado de entender, mas ainda assim intrigante.

4. Cisco Ramon.

Ele é um dos melhores amigos do Barry e também seu ajudante, além de ser bem inteligente e engraçado. Ele tem a mania de dar codinomes a vilões e outros heróis ao longo da história, e o menino é bem criativo. Depois de Barry, é meu personagem favorito no seriado, por tudo isso que falei, mas também porque graças a ele, o Flash consegue vencer quase todas suas batalhas. Cisco sempre sabe o que fazer, e vive criando ferramentas que podem ajudar seu amigo. Aliás, ele também é quase um estilista, já que desenvolveu o traje do Flash.

5. Crossover com Supergirl.

Mesmo sendo de emissoras diferentes, as duas séries estão apostando em um crossover juntas. O episódio “World’s Finest” vai ao ar dia 28 de março, e quem assiste ambas, mal pode esperar. Além dessa parceria com Supergirl, The Flash está servindo também para introduzir novas histórias, como Legends of Tomorrow, que falarei mais semana que vem.

Espero que tenham gostado. Mesmo estando ainda na segunda temporada, The Flash promete mostrar muita coisa boa.

Até a próxima!

Leticya B.

Anúncios

ALEX & SIERRA

Oi, gente! Finalmente voltei com mais uma novidade (ou não) do mundo da música para vocês. Alex Kinsey e Sierra Deaton são um casal de músicos que participou e ganhou o terceiro e último The X Factor USA em 2013.

Com um estilo bem original, o duo conquistou os jurados logo de cara quando apresentaram uma versão super diferente do hit Toxic da Britney Spears. Durante o programa, eles se mantiveram estáveis, e conquistaram o primeiro lugar do programa, que não poderia ter sido mais merecido.

Além da originalidade, é impossível não amar os dois como um casal. A Sierra com seu jeito tímido e o Alex todo romântico, eles definitivamente formam um casal fofo. Não tem como não se emocionar, ainda mais quando cantam as músicas mais românticas, como Say Something.

Depois que ganharam o programa, eles lançaram seu primeiro álbum de estúdio, It’s About Us, em 2014 e trabalharam com grandes nomes como, Jason Mraz e John Legend. O que não faltou foram letras lindas e lentas melodias.

O primeiro single do álbum, Scarecrow, foi lançado em maio de 2014 e ganhou um clipe musical em julho do mesmo ano. Esse foi o primeiro gostinho que os fãs tiveram de como seria o trabalho original do duo, um estilo meio Ed Sheeran, meio Imagine Dragons.

Depois de quase dois anos sem novos lançamentos, eles finalmente anunciaram no Instagram que estarão lançando um EP em breve, com covers e músicas originais. Além disso, um dos singles mais famosos do álbum It’s About Us, Little Do You Know, estará em um episódio da série The Vampire Diaries em abril.

Espero que tenham gostado de conhecer esse casal lindo e super talentoso. Eu estou muito ansiosa para ouvir as novas músicas que vem por aí. Até o próximo post!

Beijos,

L.

• Facebook  Twitter  Instagram  Youtube  Pinterest  Tumblr 

5 RAZÕES PARA ASSISTIR ARROW

Aloha! Resolvi que nas próximas semanas vou falar sobre algumas séries de heróis que adoro, começando por Arrow. Baseado no Arqueiro Verde, da DC Comics, o seriado da The CW estreou em 2012 e já conta com quatro temporadas. Se você não costuma assistir séries assim, tenho certeza que isso vai mudar depois de Arrow. Eu não gostava, mas hoje sou viciada, graças a esse arqueiro.  ❤

1. O Arqueiro Verde é um dos heróis mais badass que existem.

Em um mundo de Superman e Batman, pouca gente presta atenção nesses heróis considerados “menores”. Arrow, assim como o próprio Batman, não tem nenhum poder especial. Combate o crime apenas com a força e com a coragem, o que o aproxima mais da nossa realidade. Eu, particularmente, prefiro heróis assim, que não nasceram com um dom, mas que trabalham duro para poder salvar outras pessoas. Personagens desse tipo merecem um reconhecimento maior.

2. Você conhecerá mais sobre o passado do Arqueiro.

Oliver Queen, um playboyzinho chato de Starling City passou cinco anos preso em uma ilha misteriosa, após o barco em que estava com o pai naufragar. Quando volta à sua cidade, é uma pessoa completamente diferente. Ao longo da primeira temporada, através de flashbacks, a série mostra como a ilha mudou o temperamento de Oliver e o que o fez voltar com essa sede de lutar contra o crime. Mas como cinco anos é muito tempo, esse passado se estende pelas outras temporadas, onde descobrimos que Queen passou por muito mais do que imaginávamos.

3. Heróis conhecidos aparecem na série (e vilões também).

Não é possível falar de um universo dos quadrinhos sem envolver outras personagens do mesmo. Em Arrow, os produtores foram além do círculo do Arqueiro, acrescentando heróis e vilões que não imaginaríamos que poderiam ter uma ligação tão próxima com Oliver. Além da Canário Negro e Speedy, temos também Flash (que até ganhou uma série própria), Átomo, Mulher Gavião, Ra’s al Ghul… e há promessas de muito mais vindo por aí!

4. Muitas pessoas morrem, mas voltam.

Isso pode soar estranho, mas muitas personagens morrem ao longo da história, mas de um jeito ou de outro acabam ressuscitando. Isso acontece com o próprio Oliver (não conta como spoiler porque ele é o protagonista, não pode ficar morto pra sempre rs). Esses fenômenos marcam o início da parte sobrenatural da série. Feitiços, poços de ressurreição, pessoas com superpoderes, eventos que até certo ponto da história não haviam sido explorados, mas que passam a fazer parte e caracterizam o universo da DC Comics.

5. John Diggle e Felicity Smoak.

Eles definitivamente formam a melhor dupla de ajudantes de super-heróis que você irá conhecer. Felicity é a nerd que entende de todo tipo de tecnologia; Diggle é o segurança e motorista que acaba ajudando no combate ao crime. Em algum momento da série, você vai começar a shipar a Felicity com o Oliver (quem é Canário perto de Felicity Smoak?), e esse ship é comandado pelo capitão Diggle. Os dois entraram nesse mundo meio que por acidente, mas são definitivamente o pilar de Oliver. Mais do que parceiros na luta, são seus melhores amigos, e os melhores personagens da série (além do próprio Arqueiro, claro).

Espero que depois disso você corra pra assistir Arrow, já que a quarta temporada tá bombástica, prometendo muito mais ação, mas drama também.

Até a próxima!

Leticya B.

SPOTLIGHT

Oi, gente! Hoje vim falar de um filme que tive o privilégio de assistir em novembro do ano passado por cause de aula que tive lá na Colorado College. De início não dei muito crédito para o filme, mas quando comecei a ler as matérias que os jornalistas do Boston Globe escreveram sobre o caso retratado no longa e assisti ao trailer, soube que seria algo magnífico.

Spotlight

Confere aí a sinopse oficial:

Baseado em uma história real, o drama mostra um grupo de jornalistas em Boston que reúne milhares de documentos capazes de provar diversos casos de abuso de crianças, causados por padres católicos. Durante anos, líderes religiosos ocultaram o caso transferindo os padres de região, ao invés de puni-los pelo caso.

Contando com um elenco de matar, como Mark Ruffalo, Michael Keaton, Rachel McAdams, John Slattery, Stanley Tucci, Brian d’Arcy James e Liev Schreiber, só para começar, o filme traz a frustração e a emoção que os jornalistas do Boston Globe sentiram durante sua longa investigação.

Muitos falaram, inclusive a minha professora, que esse filme seria o próximo Todos os Homens do Presidente e eu não poderia concordar mais. O Spotlight Team, responsável pelo jornalismo investigativo dentro do Boston Globe, passou meses e meses investigando a igreja católica e lutando contra os sentimentos de repulsa e indignação até que tivessem a história completa para compartilhar com o público.

Foram mais de 600 matérias publicadas por eles, e graças ao seu trabalho, denúncias sobre o abuso de crianças foram feitas no mundo inteiro. Posso dizer que eles salvaram muitas crianças e deram, pelo menos, um pouco de conforto às vítimas de abuso.

spotlight-movie-poster2C1-e1452564112802

Eu, como estudante de jornalismo, acredito que esse sim é o trabalho de um jornalista. Procurar os fatos e checá-los para poder mostrar a verdade, por mais dolorosa que ela seja. É saber não se precipitar em algo e esperar pelo momento certo onde uma instituição tão grande como a igreja católica não possa mais arranjar desculpas pelo que encobria.

Se vocês ainda não viram o filme, por favor, vejam. Você pode conferir o trailer aqui embaixo.

Se você clicar na foto abaixo vai poder conferir um artigo do Boston Globe falando sobre os reais jornalistas e os artistas que os interpretaram no filme, vale a pena conferir. OBS: Spotlight acabou de ganhar dois Oscars das suas seis indicação à predição: Melhor Filme e Melhor Roteiro. Até o próximo post!

1200_spotlight_in_toronto[1]-4107

Beijos,

L.

• Facebook  Twitter  Instagram  Youtube  Pinterest  Tumblr 

JAMES BAY

Oi, gente! Eu já coloquei tantas músicas desse cantor em playlists aqui no blog que decidi falar um pouco mais sobre ele nesse post. James Bay é um cantor, compositor e guitarrista inglês de 25 anos que já conquistou três indicações ao Grammy com pouquíssimos anos de carreira.

james-bay-playlist-amar-ou-largar-5-musicas-pra-conhecer-cantor-hold-back-the-river-move-together-eu-sem-qualidades-blog1

Ele chamou atenção da gravadora Republic Records quando um fã colocou um vídeo seu cantando em um open-mic em Londres no Youtube, e dentro de uma semana, ele já tinha assinado um contrato. Bay lançou seu primeiro EP, The Dark of the Morning, em 2013 e a partir daí seu sucesso começou.

Antes de lançar seu primeiro álbum de estúdio, Chaos and the Calm, em março de 2015, Bay lançou mais três EPs, e assim dentro de apenas um ano conseguiu que a sua primeira turnê solo no Reino Unido ficasse esgotada.

Em 2016, Bay recebeu sua primeira indicação ao Grammy, ou melhor, suas três primeiras indicações, incluindo Best New Artist. Infelizmente, ele não levou nenhum prêmio para casa, mas ao lado de Tori Kelly fez uma das performances mais emocionantes e bonitas da premiação (comecem a assistir a partir de 2 minutos, foi o vídeo com a melhor qualidade que encontrei).

Recentemente, no BRIT Awards, Bay performou seu single, Hold Back The River, sozinho e ainda acompanhou Justin Bieber em uma performance acústica de Love Yourself.

Ele, com certeza, se tornou um dos meus artistas favoritos nos últimos meses e sempre que eu preciso me concentrar em alguma coisa, seja escrever, ou como fazia na Colorado College, desenhar, as músicas deles sempre ajudam muito. Espero que tenham gostado de conhecer mais esse cantor e até o próximo post!

Beijos,

L.

• Facebook  Twitter  Instagram  Youtube  Pinterest  Tumblr 

COMO NÃO AMAR BLINDSPOT?

Oi, gente! Mais um post de Série da Semana no blog e mais uma vez vou falar de uma série que comecei a assistir no início desse ano, mas que já tinha chamado a minha atenção há algum tempo.

tumblr_static_9q30fhpihikowkkkk84o8s84c

Estrelando  Sullivan Stapleton e Jaimie Alexander nos papéis principais, a série conta história de uma mulher misteriosa, Jane Doe, encontrada dentro de uma mala na Times Square que perdeu a memória e acordou com o corpo totalmente coberto por tatuagens. Ela é levada até o Agente Kurt Weller no escritório do FBI em Nova York, já que seu nome está tatuado nas costas de Jane.

O FBI então descobre que cada tatuagem é uma pista que eles devem desvendar para resolver crimes, que até então, não eram de seu conhecimento. Com a ajuda de Jane, eles evitam tragédias que poderiam assolar não só a cidade, mas o país inteiro. Além de tentar descobrir a real identidade de Jane, eles ainda precisam descobrir o motivo de suas tatuagens e por que ela foi enviada a eles.

collage blindsopt

Com bastante ação e aquela dose de suspense que faz você não querer parar de assistir a série, Blindspot estreou em setembro de 2015 na NBC e vai contar com uma primeira temporada de 22 episódios. Em novembro, a série teve também a sua segunda temporada confirmada (para a minha felicidade).

É uma série de policial, mas diferente de tudo que temos na televisão no momento, então realmente vale a pena dar uma chance. Contando com ótimas atuações e uma trama mais que convincente, eu só posso torcer para que mais e mais temporadas venham por aí.

Se você se interessou por mais essa série, confere aí alguns trailers da primeira temporada.

Espero que tenham gostado de conhecer essa novidade (ou não) e vejo vocês no próximo post!

Beijos,

L.

• Facebook  Twitter  Instagram  Youtube  Pinterest  Tumblr