5 RAZÕES PARA ASSISTIR THE 100

Aloha! Aqui é a Leticya, e essa é minha estreia como colaboradora do Dias de Luiza. Tenho um encontro marcado toda sexta-feira com vocês, onde vou postar 5 razões para fazer algo, seja ler um livro, assistir um seriado ou alguma outra coisa que eu acho que vale a pena. Essa ideia foi pensada com a Lu (aliás, quero aproveitar pra agradecer a oportunidade que essa linda me deu <3), e espero realmente convencer vocês.

Nesse primeiro post, vou falar sobre uma das minhas séries favoritas: The 100. Pouca gente que conheço assiste; o resto não sabe o que tá perdendo. A história foi baseada no livro homônimo de Kass Morgan, e trata-se de uma distopia. Após uma guerra nuclear, a Terra fica inabitável, o que obriga algumas nações a se unirem e construírem uma arca para morar no espaço. Eles deveriam morar lá por 100 anos, mas poucos anos antes disso, começam a enfrentar problemas com a Arca. Com isso, resolvem mandar 100 jovens delinquentes para o nosso planeta, como um teste para ver se poderiam habitá-lo novamente. E é aí que a trama e as minhas razões para ver o seriado começam.

1. Os jovens não estão sozinhos.

Relaxa que isso não é spoiler! Qualquer sinopse que você pegar da série, esse fato vai estar incluso. Acontece que, quando os delinquentes chegam à Terra, achando que tudo era deles, acabam descobrindo que existem outras pessoas que vivem no nosso planeta, os “grounders”. Pessoas que acabaram sobrevivendo e se adaptando à radiação após a guerra. Com isso, os jovens terão que aprender a conviver (ou não) com essa população, que vive de um modo que chamaríamos de bárbaro, primitivo. Mas apesar de não dominarem a tecnologia (não posso me estender nisso que aí sim vou dar spoiler), os grounders têm uma cultura que eu invejaria, já que possuem valores que se perderam ao longo do tempo (ou nunca existiram) nessa nossa sociedade. Não há diferenciação de cor de pele, sexualidade… São pessoas livres, que prezam e cuidam dos companheiros de clã, como se fossem uma grande família. Pena que com o resto, eles não são tão bonzinhos assim…

2. “Os homens são treinados para batalhar, e as mulheres, para liderar”.

Guarde esses nomes: Clarke, Octavia, Lexa, Raven, Abby e Indra. São elas que vão definir muito da trama. Algumas exercem função de liderança, outras vão acabar ganhando seu respeito de uma forma ou outra. Essa presença forte das personagens femininas é o que mais gosto na série. É muito difícil encontrar histórias que valorizam a mulher, onde elas não são submissas ou ofuscadas por personagens masculinos. Em The 100, são elas que mandam na parada toda.

3. Linctavia.

A personagem principal é a Clarke, mas a vida romântica dela é bem chatinha. Como o amor não pode faltar em uma boa história, vou falar do meu casal favorito: Octavia e Lincoln. Octavia estava entre os jovens enviados ao nosso planeta. Em um belo dia, ela resolve seguir umas borboletas brilhantes e quase é morta por alguns grounders. Lincoln, que também é um grounder, a salvou e cuidou dela. Os dois acabaram se aproximando e se apaixonando. Graças a isso, Octavia passou a conviver e a respeitar a cultura de Lincoln, de tal forma que praticamente se transformou em uma deles. O melhor da formação do casal foi o amadurecimento de Octavia. Ela passou de uma menina que caçava borboletas para uma mulher que não precisa de mais ninguém para defendê-la.

4. Lexa.

Muita gente que assiste a série vai concordar comigo que a personagem é uma ótima razão para ver The 100. Mas a grande maioria, assim como a Luiza, vai querer me bater. Lexa é a líder de um clã de grounders, mas por uma escolha que ela teve que tomar no final da 2ª temporada, muita gente a odeia. Independente de gostar ou não de Lexa, todos temos que concordar que ela é a principal representação da liderança feminina na série. Não apenas por sua posição na hierarquia dos grounders, mas por suas ações. Ela tem plena consciência de que o que faz, é para o benefício do seu povo, independente das consequências que virão depois. Lexa deixa a vida pessoal de lado para priorizar seus seguidores, e isso é uma característica que todo bom líder deveria ter.

5. A série não é tão “adolescente” quanto acham.

A trama é voltada para um público juvenil, mas anda amadurecendo ultimamente. A primeira temporada é bem característica de seriado adolescente, com aqueles romances e dramas bobos, mas logo os problemas enfrentados pela população da Arca vão ficando mais sérios, principalmente a partir da segunda temporada, onde passam a ter um envolvimento bem mais próximo com os grounders. A protagonista, Clarke, recebe responsabilidades maiores, ganhou de fato a imagem de líder do seu povo. Isso significa que deve matar e fazer sacrifícios por ele. A terceira temporada, que começou dia 21 de janeiro, promete ser ainda mais recheada de ação e conflitos, principalmente políticos. Mas pra saber o porquê, vai ter que começar a assistir, tipo agora!

Até a próxima!

Leticya B.

Anúncios

Um comentário sobre “5 RAZÕES PARA ASSISTIR THE 100

  1. Pingback: 5 razões para assistir Anjos da Noite (Underworld)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s