COMO É O TOEFL? PT. 1

Oi, gente! A parte mais assustadora de todo o processo do intercâmbio foi com certeza esse amiguinho chamado TOEFL, que significa Test of English as a Foreign Language. Pois é, dá medo, né? Mas não precisa disso, eu garanto. Antes de contar a minha experiência, eu vou falar um pouco sobre o que é a prova. E eu decidi dividir esse post em duas partes para que não ficasse muito longo e cansativo. Na primeira vou falar um pouco sobre o antes da prova e na segunda, vou falar como é a prova.

O TOEFL é utilizado para isso mesmo que o nome diz, é um teste que tem como objetivo avaliar a sua capacidade de falar e compreender a língua inglesa. Em nível acadêmico, vale ressaltar. É a prova que a maioria das universidades, empresas e programas de estudo exigem. O mais interessante dele é que você não é reprovado, ele simplesmente mede o seu nível de inglês, de 0 a 120. Porém, ele só é válido durante dois anos, então é mais interessante fazer quando, algo como um intercâmbio, se aproxima.

Para o meu intercâmbio, foi exigido o TOEFL iBT, Internet-Based Test, que  é uma prova feita no computador, com duração de aproximadamente 4 horas. É tipo um ENEM em quesito de cansaço, sabe? Então imagina a minha tristeza em ter que fazer essa prova nas minhas esperadas férias de três meses. Mas fazer o que, né? A pior parte de todas é ter que pagar para fazer. E para a nossa infelicidade não é pouco não. A prova custa 215 dólares e só é aplicada em cidades específicas. Então além de pagar caro pelo teste, você ainda tem que ir até determinada cidade, se como eu, não tiver a aplicação na sua.

Como eu estava de férias na casa dos meus pais em Petrópolis, escolhi um centro de aplicação no centro do Rio de Janeiro, paguei e marquei a minha prova para dia 16 de janeiro. Esse processo é bem simples e bem confiável também, todo feito pela Educational Testing Service (ETS), então não tem perigo na hora de usar o cartão de crédito para pagar. E você pode se inscrever para a prova online mesmo, sem ter o trabalho de ir a um local específico.

Com a prova marcada, eu tinha exatamente duas semanas para estudar para um prova que todo mundo sempre me falou que era necessário pelo menos seis meses de curso. E foi nesse momento que eu entrei em desespero, mas quem disse que esse desespero foi suficiente para me fazer largar minhas séries e meus livros e ir estudar? Não foi.

Sendo muito sincera, nesse período eu assisti vídeos disponibilizados pelo próprio site do TOEFL sobre como a prova funciona e fiz alguns testes também disponíveis no site, e só. Eu não tive aulas particulares, eu não fiz plano de estudo, eu não li livros e mais livros, eu fiz o básico.

Mas gente, vale lembrar que para cada pessoa é diferente, eu fiz curso de inglês dos 8 aos 17 anos e tive muitas oportunidades de treinar o inglês. Eu sempre li muito e assisti filmes e séries,  então sim, eu me senti segura para a fazer a prova sem realmente estudar.

E eu estava certa em confiar na minha segurança. No dia da prova, eu tive que sair de casa às 4h30 da manhã para chegar às 7h30, sem correr nenhum risco de atraso, caso contrário, eu perdia a prova e teria que pagar tudo de novo. E assim, não rola, né? Chegando no local, me levaram até uma mesa com mais três pessoas, e me deram um termo de confidencialidade para assinar e bastou isso para eu começar a ficar nervosa.

Passando a hora foram chegando mais pessoas e elas foram sendo distribuídas em mesas de quatro. Nesse dia eram 12 pessoas para fazer a prova, então logo estávamos sendo levados para a sala onde seria a aplicação.

Na sala onde fazemos a prova não é permitido à entrada de nada pessoal, como bolsa, celular, caneta, no máximo, uma garrafa de água. Entramos e um dos fiscais da prova nos coloca em fila e chama um por um para fazer o cadastro, e gente é incrível, tudo feito pelo computador e super eficiente. Depois da foto, somos designados para o computador onde faremos a prova e aí é esperar até todo mundo ter se cadastrado.

Mais ou menos às 8h começa a temida prova e aí tudo o que você ouve é o tique e taque do relógio, literalmente. Tem um cronômetro na tela que mostra quanto tempo você ainda tem para completar a prova, mas se isso te deixar mais nervosa, você pode ocultá-lo sem problemas.

No próximo post então vou contar pra vocês como é a prova e dar algumas dicas paro desespero não ser tanto.

Beijos!

• Facebook  Twitter  Instagram  Youtube  Pinterest  Tumblr 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s